Prêmio Mérito Empresarial - CDL/ASCOM

Participar e votar
Notícia
16/05/2019 ás 19h12 - atualizada em 16/05/2019 ás 19h25
Burocracia está entre os principais entraves na hora de contratar crédito
34% dos micro e pequenos empresários consideram difícil contratar crédito, aponta indicador CNDL/SPC Brasil.
Burocracia está entre os principais entraves na hora de contratar crédito
Reprodução

Micros e pequenos empresários de todo o Brasil enfrentam dificuldades, na hora de contratar algum tipo de crédito para seus negócios. Aponta pesquisa, essas dificuldades se dão por conta da grande burocracia por parte das instituições financeiras e a garantia que pedem muitas vezes está fora do alcance dos empresários. Por isso, muitos optam por trabalhar com seu próprio capital.

O cenário de recuperação lenta da economia tem forçado os micro e pequenos empresários do varejo a se manterem cautelosos na hora de contratar crédito para seus negócios. Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que mais de um terço (34%) dos empresários de menor porte considera difícil contratar algum tipo de crédito nos dias de hoje. Os que avaliam o processo de forma fácil somam apenas 18% da amostra, ao passo que 14% não têm opinião formada sobre o assunto.

O excesso de burocracia e de garantias exigidas pelas instituições financeiras desponta como o principal entrave, citado por 66% dos empresários consultados, acompanhado da percepção de juros elevados (49%). Na avaliação dos empresários ouvidos, o tipo de crédito mais difícil para se obter são os fornecidos pelo BNDES (23%) e também por instituições financeiras (17%).

Na avaliação do presidente da CNDL, José Cesar da Costa, a recente aprovação do Cadastro Positivo pelo Congresso Nacional deverá melhorar o ambiente de negócios no Brasil ao reduzir a assimetria de informações entre quem busca e fornece crédito e também por premiar os que costumam honrar com seus compromissos financeiros. “Com o Cadastro Positivo, as instituições financeiras poderão realizar uma análise de crédito mais assertiva e completa, o que deve reduzir as taxas de juros e ampliar o acesso ao crédito, principalmente para as empresas de menor porte que hoje estão a margem desse mercado”, analisa o presidente.

Por: Ascom

FONTE: SPC/Brasil

Comentários

Ainda não é associado?

A sua empresa vai crescer com as soluções que a CDL ASCOM de Oeiras oferece para reduzir custos e melhorar a gestão do seu negócio. Associe-se agora!
© Copyright 2019 - CDL e ASCOM Oeiras - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Leniumdesenvolvido por: